Compartilhe!

Aplicativos Móveis

Há uma mudança de paradigma em curso na forma como as empresas e profissionais liberais fazem negócios. Os aplicativos móveis são a nova proposta de revolução. Aplicativos estão se tornando um facilitador e agregador de funcionalidades trazendo para a palma da mão atividades antes descentralizadas. Aplicativos corporativos chegaram para ficar.

Na palma da mão!

Hoje é possível: Chamar um serviço ou agendar o mesmo; avaliar a prestação de serviço; pagar pelo serviço prestado; abrir e acompanhar uma reclamação; ser informado do andamento de etapas de processos; Saber a localização de um colaborador; controlar e autorizar despesas e por último, porém não menos importante integrar sistemas e processos.

Tudo isso na palma da mão!
Após a implantação, do aplicativo, o que fazer? tema de nosso artigo Fiz um aplicativo para minha empresa e agora! Tenta esclarecer que fazer o app é apenas parte da solução, o próximo passo é a divulgação do mesmo, seja enviando uma correspondência impressa ao cliente, e-mail marketing, adicionando link ao site da empresa / profissional liberar entre muitas outras estratégias possíveis.

O que temos percebido nessas nossas andanças pelo mercado é que a grande maioria não sabe exatamente a diferença de um site e de um aplicativo e acabam comprando gato por lebre sendo motivos de muito frustração quando não ações judiais, existe ainda aquela parcela de empresários que ainda se questionam se minha empresa precisa de um aplicativo?

Inscreva-se em nossa newsletter para receber material exclusivo!

Outro grupo que temos tomado conhecimento são aqueles que não sabem ainda Quando fazer e quando não fazer um aplicativo para celular? Acham que toda e qualquer ideia é válida sem ter um “designer de serviço” bem elaborado, não é por outra razão que empresas como Garimpo das sócias Fernanda Oliveira e Juliana Cruz vem crescendo vertiginosamente, pois elas fazem entre outras coisas o projeto de viabilidade técnica, econômico-financeira além de pesquisas mercadológicas evitando prejuízos e frustrações;

Tudo junto e misturado
Todas essas coisas acontecendo ao mesmo tempo e uma parcela do empresariado reclamando da crise econômica vigente em nosso pais esquecendo-se que o momento nada mais é do que o natural processo de seleção apresentado por Charles Darwin, onde iram sobreviver apenas os melhores e mais fortes.

Um fato é certo e foi amplamente apresentado e discutido pela revista Exame (edição 1102 de Novembro/2015) Empresas que usam apps aumentam vendas pois o mercado consumidor hoje já deixou de comprar através de sites e vem paulatinamente passando a consumir diretamente via aplicativo móvel conforme as últimas estatísticas.

Todos os pontos acima devem ser muito bem considerados pois na atualidade aplicativos móveis multi-plataformas custam entre R$10 mil – R$150+, dependendo da complexidade do projeto. Investir algum recurso no “designer de serviço” evitará muita dor de cabeça quando não algum prejuízo.

Existem 650 milhões websites no mundo. Em contraste há apenas cerca de 2,5 milhões aplicativos móveis e 1,5 milhões desenvolvedores de aplicativos. A maioria dos sites de desktop estão procurando desesperadamente um complemento móvel a fim de abordar este enorme mercado.

As pequenas empresas que têm evitado criar uma presença móvel adequada, deveriam repensar seu posicionamento, isso inclui qualquer empresa que se beneficia de ter sua presença estabelecida quando seu público-alvo está em movimento. Restaurantes, lojas da web, artistas, organizações desportivas, escolas, salões, congressos, corretores de imóveis e revenda de automóveis são alguns que vêm à mente. Mas realmente, quem não precisa de uma presença móvel hoje?

Uma melhor pergunta provavelmente é “ quem não se beneficia dos aplicativos?”, se o seu negócio vai ficar de fora é uma decisão exclusivamente sua.

Francisco Carlos Cavalcante é sócio fundador da K2 Improving Performance Consultoria – http://k2ip.com.br/

Posts Relacionados

Negócios online para fugir da crise Nesse momento de crise econômica que estamos passando, montar um negócio online pode ser uma opção ou a única chance de fugir do desemprego...
Quando reformular meu site? Em tempos de novo marketing(Inbound Marketing), criar um site bem estruturado, é para todas as empresas ou negócios, um componente fundamental para qu...
Marketing para pequenas empresas Agora quem busca pela empresa ou marca são os clientes, após absorver informações sobre produtos ou serviços nas redes sociais e buscas na internet....
Guia de SEO (Search Engine Optimization)
Placeholder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *